Ascendente em gêmeos

by matheuslopers

Acordei meio sei lá
Sentindo-me meio sei não
Alguma coisa faltando aqui
Alguma coisa fora do lugar ali
Sem qualquer plano pra o amanhã
Aquela sensação de vazio
Que fica quando você não estar
Ou a fome chega.
Eu te peço que não se vá
Não ache outro afago para te completar
Outro sorriso pra te alegrar
Outro chamego pra chamar de seu
Eu não tenho dinheiro, mas tenho amor em meu peito.
Eu peço que não se vá
Não se perca por essa noite viril
Cheia de plastico bolha
E pessoas azul anil
O que lhe ofereço é sincero
E ultrapassa esses versos.
Não se vá.
Não se vá.
Mas como evitar a fuga dum coração alheio?
Como impedir o bicho de caçar?
Tenho medo que no final dessa jornada
O canceriano volte para suas lágrimas
E a alegria em outro afago festejar.
Chora não
Chora sim
Deixa teu pranto fluir
Deita em meu colo
E faz morada aqui.
Perdoa o medo
É o ascendente em gêmeos.
xxx
Talvez não seja nada
Talvez seja alguma coisa
Talvez seja saudades
Talvez seja o teu cheio em minha camisa
O teu beijo no meu umbigo
Talvez seja seu equalizar de madrugada
E só agora acolhe meu desespero
E perdoa os meus gêmeos.
Final torto também é fim.
Nosso começo aqui.