Esqueleto humano

by matheuslopers

Se eu pudesse eu gritaria
Cortaria meu constrangimento 
E voltaria ao pilar de brando
Sendo humano eu sou obrigado a errar?
Tenho algum consentimento divino?
Algum contrato mundano e sujo de lama?
Valha-me senhor, de mim mesmo.

Mas é melhor deixar para lá
Não pedir intervenção divina
E fingir risadas dos meus desacertos.
Transar qualquer menino 
E aterrar no peito alheio meu desespero
Relaxa, amanhã passa e ninguém mais lembra de você.

Não há salvação no desamor
Não há rimas na minha ferida
Não há estigmas na minha pele
A pior mágoa é a de si mesmo.