Amada meretriz do gostar

by matheuslopers

Vem aqui, está me dando uma vontade de chorar
Vem aqui, me ajuda a escapar desse sentimento ruim
De te ter toda noite e voltar para casa sozinha
Ser visível em sua cama e transparente em seu peito
Vem aqui, escuta esse barulho da chuva e trás seus dias ensolarados novamente
Diz que sou sua puta gostosa, amor de sua vida, mesmo que seja só quando estou sentada em teu meio
Quem você pensa que é para roubar meu desejo, rasgar minha roupa e partir em dois meu coração?
Quem você pensou que era quando converteu com sua boca minha solidão?
Desaguou meus quadris e fez dessa infeliz abastada do mundo uma feliz meretriz.
Cruel é a falta de gostar e o desatino do amor é não declarar.

Às vezes eu só queria ter uma boa voz e ótimo violão
Ser uma mulher de família respeitada
E com meu sobrenome e cartão comprar teu coração
Ou só lhe fazer canções ao dançar desengonçada e pelada na luz do luar.
Por favor, diz que comigo é quem deseja ficar
Devolvo os trocados que um dia me deu e lingerie vermelha paro de usar.
Amor, às vezes, é se moldar e calar.

Vem cá, abre teu peito e  deixa eu te amar
Eu quero te mentir sobre as verdades alheias
Contar piadas sobre cadeiras e rezar tuas ilhargas como você me fez
Deixa eu entrar pelos teus quadris e fazer morada em seu coração
Devolve minha sensatez
Não há motivo para chorar por alguém que nos braços de outro já se fez
Devolve minha chuva
Tristeza é a solidão de ser transparente na vida de quem quer que seja
(daquele que eu quero que seja)
Não vai pra lá e me deixa só
Desaparecendo nesse tempo
Quero cantar músicas
E juro que não é sobre amor, saudades e emocionismos banais da vida desta puta
Que só quer te amar
Isso tudo é só uma desculpa para sentir teu abraço
E por um momento ter a ilusão de que ser tua, sendo só minha.

No inicio do desamor
Com o berro dos ignorantes
Na solidão dos amantes
Declaro o fim do amor
Aqui jaz a Meretriz.

Do amor todos nós somos umas putas!