Poeminha

by matheuslopers

Um dia alguém vai enxergar tua luz
Ver além do escuro de tua pele
Provar do gosto de sua epiderme 
Desaguar os teus quadris
Sentir o macio do seus lábios
E achar graça dos seus sonhos com Saramago.
Alguém um dia vai lhe enxergar
Ouvir teu coração canceriano
Brincar de viajar no tempo e espaço 
Sem sair da morada segura de teus braços
Nessa cama desarrumada
Sorrir das suas asneiras espontâneas
Trocar beijos entre mordidas
E cantar músicas sem letras.
Um dia, talvez, você não se sentirá sozinho
Preencherá teu próprio vazio
Irá desacreditar em amor ou gostar
Um mil corações irá quebrar
E quando o derradeiro aparecer 
Irá achar que é mais um
E deixará ele escapar
Sem remorso nenhum
Afinal seu espirito morreu
Sua luz apagou
na solidão de ser sól
Aqui jaz você.

(Mas você está sozinho agora
Sentido-se preso em si mesmo
Dentro deste tênis apertado.
Fazendo sua leitura entre lágrimas

E sonhando com um abraço apertado
De quem quer que seja
Ou daquele que você quer que seja
Pobre rapaz de sonhos grandes e tênis pequeno)