Reza

by matheuslopers

Eu não atendendo por esse nome que me denominam
Eu não sou esse corpo em putrefação que vagueia
Eu sou ideia
Sou esse fogo que te incendeia por dentro
Mais antigo que os principados
Sem nascimento
E sem final.

De esplendor superior do sol
Solitário
Mais puro que o ouro
Eu sou Anjo
sentenciado a vagar pela terra
pelo vale da sombra da morte
por amar demais.
Sou a Ascensão e Queda em seu coração.

Eu faço morada na solidão
Ela retribui desaguando meus quadris.

Isso é quem acredito que sou.