Dengo dançando tango com saudades

by matheuslopers

ár      ár       ár        ár
Sei lá, tá fazendo falta desde já
A segunda-feira espantou você de mim
E nem pude te dizer o que você representa assim quieto, denguinho
Não sei se ficou implícito
Explicito
exposto em meu olhar

ár    ár     ár      ár
Sinta falta do andar
que é um dançar
um bailar de liberdade na vida
que me tirar o ár
e me faz sorrir.
Denguinho, falta do seu olhar manso
seu sorriso de canto
e sua cabeça do meu tronco.

Tá tudo tão cinza
Meio com cor
Meio sem cor
Meio sei não
Tipo, vou depois
Tô vontade de correr
de descer
de lutar por você
de fazer você ficar
e no meu coração habitar
E a eternidade ao seu lado ser bem mais que seu beijo quente e molhado.
E se você me recusar,
pelo menos vou ficar com esse gostar gostoso de você.

ár   ár   ár   ár
Você tá fazendo falta aqui
Diz que posso largar tudo e ir para ai
Ao seu lado
Em você
é meu lugar
onde posso chorar e sorrir
Viver e amar.
sonhar e acreditar em um futuro bom ao seu lado.
Dengo, tô sentindo sua falta aqui.

Não sei não
Mas, vivo a pensar se vou morrer só
Não sei não
Fico a imaginar quando vou sair desse infinito do meu eu.
Ser feliz sem medir
E sorrir em noite de natais com você
Sei lá, minha mãe vai te amar
Vem chamar ela de sogra
E o filho dela de amor
Amar
Meu
Vida
Dengo.

Tá fazendo falta aqui
Me agarrei na solidão
E vou ficar sozinho
sem fazer barulho
nessa escuridão do meu eu.
Tá tão frio sem você.