A mesmice do tédio

by matheuslopers

Engraçado viver assim sem graça.
Engraçado viver assim, palhaço.
Sem alegria é viver sem ti,
sem saber para onde foi
e que horas vai chegar.

Antes de você partir,
para entre o doce céu
e o azul celestial.
lembre de que esteve aqui
Lembre que gostei de ti.
Que amar-te-ei até o firmamento divino sucumbir.

Acho graça!

Aos teus netos pode contar que amado foi.
Aos meus netos vou contar o melhor lugar que frequentei
o intrínseco do seu coração.

O que será de nosso gostar?
O que será de nosso amor?
Em infinitos contos,
sorrisos, saudades e bem-me-quer foi imortalizado.
Agora vivemos do amor,
para navegar,
em corações experientes de quem sabem amar.