Capitólio

by matheuslopers

Eu que sempre vivi minha vida com sobre os pilares do medo, amargura e tristeza, sinto que meu momento está chegando, e vocês sucumbiram ao meu poder. Vocês se ajoelharam para a minha glória. Irei fazer vocês adentrarem ao meu mundo, ao meu amor e vão entender o motivo que todas as línguas me adorarão. Aguardem pelos efeitos do meu domínio.
Não tenho medo de morrer por aquilo que acredito. E se preciso, vou destruir sua vida para agarrar meu esplendor, vou vender minha alma sofrida, frígida, insecável e indiferente. Um Rei não pode ser morte, antes de cair, meu suicídio é certo.
Poder e glória amigos perigosos para quem nunca viveu o lado selvagem. O ódio invadiu meu âmago e para sobreviver irei beber o sangue de teu coração.
Vou incendiar esse mundo e reerguer-lo em menos de sete dias, quero ver crânios abaixados, sentir o cheiro da putrefação, o amor em meu reinado não fará morada. Sou o herdeiro de Judas, o incompreendido. Sou irmão de Nero, o Rei do fogo do amor.  Você não nunca esqueceram do meu nome, pois será a última coisa que iram ouvir. Meu reino está chegando e, caro súdito, não há nada que possa fazer. Eu e minha legião se apossaram de suas vidas, energias e alma assim que as chamas chamarem seu nome.
Em uma conversa sem sentindo, com senso, lhe relembro de um passado que quer esquecer. Porém, aviso-lhe de um futuro que está por vim, você pode ignorar, fingir que não é para você e até pedi para esquecer, mas eu estou chegando e tudo que você ama queimará em minha luz. O filho de Lilith chegou, bem vindo ao meu reinado, minha vingança. Minhas Trevas. Meu nome é Bruno.