Talvez seja ciúmes, talvez.

by matheuslopers

Peregrino sangrento comete o erro do ciúmes e volta para o inicio por vontade própria ou ilusão de vontade. Visceral. Vivi rápido, pensa rápido, fala rápido, porém quer um amor sereno, sem essas coisas de segredos. Acredita em afinidades de almas e na ligação dela antes conhecimento da existência do outro. Ele é canceriano e romântico, típico rapaz de uma civilização extinta. 
Ele ainda deslumbra em sua mente a trocas de palavras bonitas entre sua paixão e um outro ser humano qualquer, admirável, mas, qualquer. Ciúmes infectou sua corrente sanguínea. Ele se questionava o que fazia naquela rede social e qual o motivo de sua paixão resolver ser tão social, social demais, amoroso demais, gentil demais e cantante demais com um outro que não era Ele. Ciúmes infectou a corrente sanguínea de um solteiro apaixonado, prefiro dizer abobado. 

(Pausa para uma canção)
“Estranho seria se eu não me apaixonasse por você”  (All Star, Nando Reis)

Ele voltava para seu intimo e questionava o quê era isso que sentia. Ciúmes. Questionava ao som de Nando Reis, que é nada mais, nada menos, aquele que teve os versos utilizados para o castelo de areia d’Ele desmoronar. Tinha feito Ele voltar para as ondas do mar, e ser apenas mais um plebeu pagão, porém cristão, confuso em meio as ondas desse mar. 

(pausa para observar atentamento o seu diálogo, paixão, com o ser humano qualquer)

Depois de tudo que Ele leu, todas as verdades que disse caíram por terra. As mesmas verdades que disse publicamente para outrem. Talvez, eu goste de você nos tons errados, exagerados, elétrico e jogado as sete cantos do mundo. Talvez, toda essa culpa seja sua e não minha. Talvez, eu deva viver sozinho com meu gostar de você. Talvez, eu deva me afastar, deixar você se entregar a outrem e ser feliz sem mim (poderia dizer que desejo que seja feliz ao lado de um outro alguém, mas felicidade verdadeira você vai encontrar ao meu lado).E este último ‘talvez’ é minha única certeza no momento.

Peregrino sangrento, de volta ao inicio, aprende a viver com a dor do mosaico de corações quebrados. Nem mil padres rezando por minha alma atormentada pôde me salvar desde sentimento ordinário. E agora estou sentado, tomando meu café, esperando a batalha começar. Afinal, o amor é a guerra que todos querem guerrear e vale à pena lutar. Esperando o nosso recomeço.